Arquivo da categoria ‘Alfinetadas’

Darwinismo

Publicado: 22/06/2007 em Alfinetadas, Humor, Nonsense, Pessoal

Darwinismo e ID
Crédito da imagem: Blog Desafiando a Nomenklatura Científica

Olá, pessoal. Agradeço primeiramente ao meu vizinho de blog: o Adriano, do Terceiro Dia que me convidou a participar desse “meme”, idealizado pela nossa colega da blogosfera cristã, Poliane, do blog Rumorejo.

Por estes dias estive envolvido em um debate tanto na Internet quanto fora dela. O assunto?

ABORTO

Sim, essa prática criminosa e anti-cristã que vêm sendo praticada através dos anos e os assassinos valendo-se de variadas técnicas, algumas tão repugnantes que mesmo aqueles que se consideram cristãos (sejam do ramo evangélico ou tradicional) são por vezes levados à um estado de ira que chega a beirar os limites da intolerância. Melhor seria que os praticantes de tal feito nem tivessem nascido ou na melhor das hipóteses, que se dedicassem a outras atividades dignas de honra.

O texto que me motivou a escrever essas linhas foi o do nosso também colega, Gilson, do blog Ispoved, que fala sobre o tema destacado em “vermelhinho” para os tacanhos e canalhas que ainda não perceberam ou deram uma de joão-sem-braço.

O post que indico é “O Grito Silencioso“. Fantástico! Vale a pena ler o texto e assistir os vídeos anexos.

Bem, vou deixar minha indignação para outro post. 😕

E para concluir, convido o Rafael, do Rapensando e a Catarina, do blog Romanos 12:2 a participar do “meme”.

Abraços a todos!

Onde?
E onde você acha que poderia ser? Lá em Hong Kong, na China!

Segue o texto na íntegra, retirado do site Gospel+ (que retirou do Terra. Vishi!):

Bíblia poderá ser considerada imprópria para menores
17 de Maio de 2007 às 19:23:45

As autoridades de Hong Kong receberam 208 pedidos para que a Bíblia seja classificada como “publicação indecente”, após uma campanha na internet contra o livro sagrado, informou hoje o jornal “South China Morning Post”.

O site ” www.truthbible.net ” diz que a Bíblia está cheia de histórias e referências ao incesto, violação, canibalismo e violência, e, portanto, não é apto para menores de 18 anos.

Em conseqüência, o órgão responsável pelo setor de Entretenimento e Televisão vem recebendo solicitações da população para reclassificar o livro.

Se os protestos forem atendidos, as cópias da Bíblia teriam que ser vendidas com um aviso, envelopadas e lacradas, já que seu texto seria considerado apto exclusivamente para maiores de 18 anos.

Fonte: Terra

Tá aí! Mas é impressionante a mentalidade de alguns povos! Porquê que esse pessoal que montou o site não vai trabalhar em alguma coisa realmente útil? Vão pra indústria, comércio, serviços! Vão ganhar dinheiro, exportar, ao invés de ficarem criticando um livro milenar, adotado em praticamente todo o mundo!

E pra quem pensa que a Bíblia só contém as baboseiras que eles descreveram, acho que esse versículo cai bem:
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16

Ah! E quem quiser o EMAIL deles PRA PROTESTAR, aí vai: ohmygod@truthbible.net

Só peço uma coisa aos que resolverem se manifestar: Usem do bom senso! Xingar, sem apresentar argumentos convincentes não adianta nada e só vai gerar outra coisa: atrito.

Ufa! Eita povinho triste.

Que me desculpem os irmãos chineses que de boa fé se converteram ao Cristianismo e aqueles que não tem a mente tão retrógrada quanto ao pessoal desse site. Graça e Paz a todos!

Agora vai!

Publicado: 28/04/2007 em Alfinetadas, Humor, Pessoal, Política

Depois de tanto tempo sem postar, vai uma cópia descarada de uma charge do Jean retirada “descaradamente” do meu blog vizinho Dois dedos de Prosa. Chore!

Maioridade aos 16! E com direito celular!

A praga

“É bom atentar para o que o papa diz. Porta-voz de Deus na Terra, ele só pensa pensamentos divinos. Nós, homens tolos, gastamos o tempo pensando sobre coisas sem importância tais como o efeito estufa e a possibilidade do fim do mundo. O papa vai direto ao que é essencial: “O segundo casamento é uma praga!”
Está certo. O casamento não pertence à ordem abençoada do paraíso. No paraíso não havia casamento. Na Bíblia não há indicação de que as relações amorosas entre Adão e Eva tenham sido precedidas pelo cerimonial a que hoje se dá o nome de casamento: o
Criador, celebrante, Adão e Eva nus, de pé, diante de uma assembléia de animais, tudo terminando com as palavras sacramentais: “E eu, Jeová, vos declaro marido e mulher. Aquilo que eu ajuntei os homens não podem separar…”
Os casamentos, o primeiro, o segundo, o terceiro, pertencem à ordem maldita, caída, praguejada, pós-paraíso. Nessa ordem não se pode confiar no amor. Por isso se inventou o casamento, esse contrato de prestação de serviços entre marido e mulher, testemunhado por padrinhos, cuja função é, no caso de algum dos cônjuges não cumprir o contrato, obrigá-lo a cumpri-lo.

Foi um padre que me ensinou isso. Ele celebrava o casamento. E foi isso que ele disse aos noivos: “O que vos une não é o amor. O que vos une é o contrato”. Aprendi então que o casamento não é uma celebração do amor. É o estabelecimento de direitos e deveres. Até as relações sexuais são obrigações a ser cumpridas.
Agora imaginem um homem e uma mulher que muito se amam: são ternos, amigos, fazem amor, geram filhos. Mas, segundo a igreja, estão em estado de pecado: falta ao relacionamento o selo eclesiástico legitimador. Ele, divorciado da antiga esposa, não pode se casar de novo porque a igreja proíbe a praga do segundo casamento. Aí os dois, já no fim da vida, são obrigados a se separar para participar da eucaristia: cada um
para um lado, adeus aos gestos de ternura… Agora está tudo nos conformes. Porque Deus não enxerga o amor. Ele só vê o selo eclesial.
O papa está certo. O segundo casamento é uma praga. Eu, como já disse, acho que todos são uma praga, por não ser da ordem paradisíaca, mas da maldição. O símbolo dessa maldição está na palavra “conjugal”: do latim, “com”= junto e “jugus”= canga. Canga, aquela peça pesada de madeira que une dois bois. Eles não querem estar juntos. Mas a canga os obriga, sob pena do ferrão…

Por que o segundo casamento é uma praga? Porque, para havê-lo, é preciso que o primeiro seja anulado pelo divórcio. Mas, se a igreja admitir a anulação do primeiro casamento, terá de admitir também que o sacramento que o realizou não é aquilo que ela afirma ser: um ato realizado pelo próprio Deus. Permitir o divórcio equivale a dizer: o sacramento é uma balela. Donde, a igreja é uma balela… Com o divórcio ela seria rebaixada do seu lugar infalível e passaria a ser apenas uma instituição falível entre outras. A igreja não admite o divórcio não é por amor à família. É para manter-se divina…
A igreja, sábia, tratou de livrar seus funcionários da maldição do amor. Proibiu-os de se casarem. Livres da maldição do casamento, os sacerdotes têm a suprema felicidade de noites de solidão, sem conversas, sem abraços e nem beijos. Estão livres da praga…”

Rubem Alves
Teólogo, Filósofo, Psicanalista, Escritor
Artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo, dia 20/03/2007, página C2


Ô meu Santo Deus! Tanto assunto importante para a Igreja cuidar e lá vem o “Santo Padre” soltar uma pérola dessas.
Não é por nada não. Sou religioso, cristão de origem Pentecostal, dos idos de 1900-e-tarará e também ouço, às vezes, cada uma que é de arrepiar os cabelos. Mas, Sua Santidade poderia ter se saído melhor se tivesse ficado calado. Mexer com um assunto desses é delicadíssimo. Chamar o segundo ou quem sabé até o terceiro casamento de praga, é subestimar a importância do casamento para a constituição de uma família, coisa que a igreja tem se esforçado (sic!) para manter nos trilhos. Na minha humilde opinião, o reflexo do que vemos hoje em dia; pais separados, filhos rebeldes, valores morais e cívicos corrompidos é em parte culpa de nossos líderes religiosos, que desdenharam o verdadeiro sentido do amor baseando-se em afirmações infundadas. Acredito que, para emendar o “rasgo” de inúmeras separações ao longo de décadas precisaremos de campanhas e mais campanhas para a conscientização de nossos jovens (e por que não os mais velhos?) de que o casamento, seja o primeiro ou o segundo, não é lá um bicho-de-sete-cabeças. Outra coisa que Sua Santidade se esqueceu foi do trecho escrito na Bíblia, pelo apóstolo Paulo, a Timóteo, sobre seus sacerdotes ou presbíteros: “Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar;” (1 Tm 3:2). Como pode ele dizer que o casamento é uma praga e como alguém sem preparo dentro de uma casa pode pregar sobre a família? Acho que ele anda trabalhando demais. E seus “funcionários” aqui no Brasil, dizem que a tradução de suas palavras foi equivocada. É só dar uma olhada nessa notícia. Façam me o favor…
Mudando um pouco de assunto: Caros católicos praticantes, preparem-se para mais um capítulo monótono na história de sua Igreja: a imposição por Bento XVI para que os padres voltem a rezar as missas em latim. Haja paciência. Só vai permanecer dentro da igreja quem realmente entender a língua mãe, caso contrário vai acontecer que nem revoada de pássaros num milharal após o estouro de alguns rojões. Ao invés de ajuntar, Bento XVI parece estar querendo é jogar fora.

Bem… Depois de muito tempo sem postar, cá estou novamente.
Dessa vez pra protestar!

Meu vizinho de blog, o Adriano, postou sobre o Shutdown Day, uma campanha pra que o mundo todo deixe de usar seus computadores no próximo sábado, 24 de março (eu tô aderindo… sobra um pouco mais de grana, sem o gasto de energia. =P).

Só que eu acho que nós brasileiros deveríamos criar um “No Call Day”, ou sei lá como posso chamar, para protestar contra as operadoras de telefonia celular e fixa. Acredito que um dia só sem muitas chamadas já é suficiente pra dar um “sustinho” no departamento financeiro das teles e, quem sabe, seus diretores não pensem um pouco mais em nós, pobres usuários e criem um sistema de tarifas decente.

Plano de minutos? Vou pagar menos? Tá! Eu, assim como a Magda, do antigo humorístico “Sai de Baixo”, acredito em “duentes e fadas magrinhas”.

Tá dado o recado!

Puxa, essa semana queria escrever sobre outra coisa mas não tive opção. Na praça, ou melhor, na rede mundial, mais um phishing pra pegar incautos que se aventuram na web.

Hoje de manhã, quando resolvi verificar a caixa postal do meu provedore-mail, lendo rapidamente os cabeçalhos e assuntos, notei uma mensagem um tanto esquisita. O quê? Denúncia de pedofilia contra minha pessoa? De quem poderia ter partido? De algum desafeto? Talvez… Mas, vamos lá ver o que diz o texto do e-mail, oras.
Mais um golpe usando o orkut

Brincadeira! Mais um golpe forjado vai saber onde e hospedado nos confins do planeta, usando o pior português possível, misturado com inglês e formatação pobre, pra assustar os usuários do orkut e, quem sabe de quebra, se for como um amigo me disse, instalar um spyware na máquina dos coitados para garimpar nomes de usuários, senhas e outras coisas que o safado que criou essa grosseria possa achar “útil”.

Detalhe! O endereço de e-mail que recebi a suposta notificação não é o que costumo utilizar para logar na minha conta do orkut. Me pergunto: Onde diabos esses safados conseguiram esse outro e-mail? Ah! Tem CDs vendidos com milhões deles por aí, tinha me esquecido.

Vai MAIS UM alerta. Desconfie de tudo e de todos quando receber uma mensagem com conteúdo diferente do que você costuma receber. Os filtros anti-spam dos softwares gerenciadores de mensagens estão ficando cada vez mais sofisticados, mas o bom-senso nessa hora vale e muito.
Pense, analise, verifique se o endereço apresentado é real. Na verdade o endereço pode até existir mesmo e ser hóspede de uma terrível dôr-de-cabeça que você pode vir a ter dentro de alguns dias, quando o saldo de sua conta bancária baixar alguns “Lulas”.

Portanto, pense bem antes de sair clicando em tudo quanto é link que aparece na tela do seu navegador ou cliente de e-mail.
Ah! E se você ainda usa o “Infernet Explorer”, mude para o excelente Mozilla Firefox ou qualquer outro navegador não baseado no motor de renderização do IE.

Quem avisa, amigo é…